Entrevistas 3 anos atrás | Leo Saldanha

Sua imagem pode aquecer uma pessoa

Fotógrafo de Mogi das Cruzes trocou ensaios fotográficos por agasalhos para moradores de rua da região

por Revista FHOX

A ideia do fotógrafo Gerson Barros surgiu inspirada por grupos de fotógrafos que ajudavam da mesma forma nas redes sociais. A campanha “Sua imagem pode aquecer uma pessoa” começou no Facebook e acabou aparecendo em destaque no site do G1 e até na televisão. Barros conversou com a FHOX sobre essa bela ideia que vai ajudar a aquecer muita gente. Acompanhe:

FHOX – Por que decidiu trocar agasalhos por ensaios fotográficos?
Gerson Barros – Eu e minha família nos sentimos sensibilizados com o frio tão intenso e a falta de proteção de vários moradores de rua que encontramos na noite de domingo para segunda, a mais fria do ano (12 para 13 de junho). Sou líder de jovens da igreja Adventista do sétimo dia e sempre estamos envolvidos em trabalhos voluntários e dessa vez a necessidade do voluntariado veio com emergência. Fotografia é o meu ofício, é o que amo fazer e realizar este trabalho “sem remuneração” pode parecer loucura para alguns. Mas foi assim que eu aprendi e é assim que desejo mostrar e ensinar aos meus filhos.

FHOX – Como está sendo o retorno da campanha? Ainda mais após aparecer em destaque no portal do G1?
GB – Desde o primeiro momento em que tomei a decisão de fazer a campanha muitas pessoas têm compartilhado e ajudado. A matéria do G1 fortaleceu e deu ênfase ao trabalho. Muitos entraram em contato depois que viram a publicação do site.

13446191_1050979794982229_667222386_o

FHOX – Como serão os ensaios? Quem vai clicar?
GB -Faremos um encontro especial no dia 26. Convidei outros fotógrafos a participarem deste momento. A atividade começa às 8h30 e só saio de lá depois de todos terem sido fotografados. O ensaio será de dez fotos entregues em mídia DVD e um brinde surpresa.

13473750_1050925981654277_1455792983_n
O fotógrafo Gerson Barros. Em breve uma nova campanha em São José dos Campos

FHOX – O senhor comentou que viu esta ação em algum outro lugar. Lembra onde?
GB – Sim. Eu vi alguns colegas de profissão se organizando em grupos de redes sociais e sugerindo campanhas. Quando vi aquelas pessoas na rua passando frio pensei em fazer alguma coisa, então lembrei do projeto.

Lanche também faz parte da ajuda para os carentes
Lanche também faz parte da ajuda para os carentes

FHOX – Qual é a sensação de poder ajudar as pessoas desta forma?GB – Eu só quero ter forças e saúde para continuar retribuindo aquilo que Deus já fez por mim nos momentos em que eu mais precisei. Além de reconhecimento, a certeza de que posso fazer diferença na vida de outras pessoas não importando como.

Seja com um agasalho, seja com um chocolate quente, um abraço e se necessário com a minha fotografia. Muitas pessoas estão doando não pela fotografia, mas pela compaixão e pelo amor ao próximo. Sensação de ser útil. Embora a sensação de frio atinja nossa pele nesta estação de inverno, o coração pode manter-se aquecido no exercício na compaixão e serviço em prol de nosso próximo.

Doar agasalhos será somente tornar concreto o que já existe no homem como essência, o AMOR. Não só com palavras, mas também com ações. Na palavra da bíblia, Deus diz: “Ame ao próximo como a ti mesmo”. Fazer diferença na vida de alguém é a essência.

Gerson Barros prepara agora uma atividade parecida para São José dos Campos. Isso ocorreu a pedido de uma colega que começou recentemente na fotografia.